Museu Nacional - UFRJ

1° Workshop ColDigi

As Coleções de História Natural e Antropologia na Era Digital

English Version

Assista ABAIXO à sessão de abertura do evento e siga o evento ao vivo:



Coordenação: Cristiana Serejo

Chair Local: Asla Medeiros de Sá

Financiamento: British Council

Datas: 26-27 de agosto de 2019

Local e apoio: Fundação Getulio Vargas (FGV), Praia de Botafogo

 

As Coleções científicas compõem a infra-estrutura básica de suporte para o desenvolvimento científico e inovação tecnológica nas áreas de biodiversidade, meio ambiente, antropologia, saúde e agricultura. Consideradas como centros depositários de material biológico e antropológico, as coleções abrigam não só o acervo coletado e estudado, mas também as informações associadas em um contexto de tempo e espaço. No caso de acervos biológicos, quando associados a dados climáticos, meteorológicos, edáficos, entre outros, são essenciais tanto para a compreensão da vida no planeta (no passado e no presente) quanto para a projeção de cenários futuros. Para o caso das coleções antropológicas, tanto revelam técnicas, materiais e conhecimentos culturais da diversidade social, quando podem ser associados a demandas por cidadania nas políticas públicas para educação, saúde e território. Nesse contexto, ações estratégicas na digitalização, salvaguarda e disponibilização de dados de coleção em plataformas abertas tem sido a tendência nos últimos anos a ser seguida. Tais medidas, aliadas as novas tecnologias digitais, permitem a caracterização rápida e confiável do acervo, proporcionam procedimentos gerenciais eficientes e com rastreabilidade das amostras e das informações a elas associadas e é essencial para promover a preservação e acessibilidade aos dados ao conferir maior longevidade através do armazenamento e redução do manuseio. O acesso aos dados de forma aberta aumenta enormemente a visibilidade e solidifica a relevância das instituições permitindo maior articulação entre acervos e políticas patrimoniais de preservação e difusão científica e cultural. No presente workshop irá se discutir o estado da arte das coleções científicas de história natural e antropologia do Museu Nacional e instituições correlatas aliadas às novas tecnologias digitais que vêm sendo incorporadas nos últimos anos. Na vanguarda desse segmento encontra-se o Museu de História Natural de Londres que irá apresentar o andamento de projetos que trabalham de forma ampla dados de história natural em museus e instituições científicas da Europa no escopo dos projetos DISSCO e Synthesys

 

Segue a programação: (clique aqui para baixar)

Agosto 26

08:00 - 09:00

Chegada & Café de boas vindas

Mesa de abertura

09:00 - 09:10

Diretor da EMAp - Fundação Getulio Vargas

Cesar Camacho

09:10 – 09:25

Diretor do British Council

Martin Dowle

 

09:25 - 09:45

Perspectivas para a Recuperação do Museu Nacional/UFRJ

Alexander Kellner – Diretor do Museu Nacional/UFRJ

09:45 – 10:20

Museus no século 21

Michael Dixon – Diretor do Natural History Museum, London

10:20 – 10:50

Café & Lanche

Parceria Museu Nacional/UFRJ & Natural History Museum, London (NHM)

 

10:50 - 11:10

Protocolo de Intenções entre o Museu Nacional/UFRJ e o Natural History Museum, London (NHM)

Brad IrwinHead of International Partnerships (NHM)

Rescue, Anthropology, Geology & Paleontology Collections - State of Art in the digital era

 

11:10 - 11:40

Resgate e as Coleções de Geologia e Paleontologia do Museu Nacional/UFRJ

Luciana Carvalho

 

11:40 - 12:10

Panorama da Coleção de Antropologia Biológica do Museu Nacional/UFRJ Claudia Carvalho/Murilo Bastos  

 

12:10 - 12:40

Reconstruindo memórias de povos indígenas: objetivos, métodos e pressupostos éticos

João Pacheco de Oliveira

12:40 - 12:50

P&R

 

Almoço

Coleções de Zoologia - Estado da Arte na Era Digital

 

14:00 – 14:30

Contextualização do projeto e as Coleções de Invertebrados do Museu Nacional/UFRJ

Cristiana Serejo

 

14:30 - 15:00

As Coleções de Entomologia do Museu Nacional/UFRJ

Leonardo Gil Azevedo 

 

15:00 - 15:30

As Coleções de Zoologia do Museu de Zoologia de São Paulo (MZUSP)

Eliana Cancello

 

15:30 - 16:00

As Coleções de Vertebrados do Museu Nacional/UFRJ

Marcelo Britto

16:00 – 16:15

P&R

 

Café & Lanche

Coleções de Botânica – Estado da Arte na Era Digital

 

16:45 - 17:15

Projeto Reflora: aprendizados, resultados e perspectivas - Jardim Botânico, Rio de Janeiro (JBRJ)

Rafaela Forzza

17:15 – 17:45

Herbário do Museu Nacional/UFRJ

Nilber Gonçalves da Silva

17:45 - 18:00

P&R

 

 

Agosto 27

Coleções e Tecnologias Digitais do Natural History Museum, London

 

09:00 - 9:40

As Coleções de Ciências da Vida do Natural History Museum, London

Clare Valentine (NHM)

 

09:40 - 10:20

Projetos Discco & Synthesis

Vincent Smith (NHM)

10:20 – 10:30

P&R

 

Café & Lanche

11:00 – 11:30

Programa Tainacan

Dalton Martins

11:30 - 12:00

As Coleções de Arqueologia do Museu Nacional/UFRJ

Rita Scheel-Ybert

12:00 - 12:30

Coleções relacionadas aos Museus do IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus)

Paulo Knauss - Diretor do Museu Histórico Nacional/IBRAM

12:30 – 12:45

P&R

 

Almoço

Política de Coleções e Documentação de Arquivos

 

14:00 - 14:30

As Coleções Biológicas da Fiocruz - Casa de Oswaldo Cruz

Marcelo Pelajo Machado

 

14:30 – 15:00

Acervos do Instituto Moreira Salles (IMS)

Gabriel Bevilacqua & Bruno Buccalon

 

15:00 - 15:30

Projeto Colheita – Resgate do Arquivo Histórico do Museu Nacional/UFRJ -Seção de Memória e Arquivo do Museu Nacional (SEMEAR) 

Maria das Graças Freitas Souza Filho & Maria de Nazaré Freitas Pereira

15:30 - 16:00

Política de Preservação e Difusão do Acervo Histórico do CPDOC (Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil) – FGV

Daniele Amado

16:00 – 16:15

P&R

 

Café & Lanche

Reconstruindo e Repensando as Coleções e o Patrimônio Cultural

 

16:45 - 17:15

Recuperação após o Incêndio de 2010 – Instituto Butantan

Franciso Kiko Franco

 

17:15- 17:45

O Futuro do Passado: Patrimônio Cultural na Sociedade da Informação

Leno Veras - Escola de Comunicação/UFRJ

17:30 - 17:45

Cartas para o the Museu Nacional/UFRJ

Robin Mallick - EUNIC/European Union National Insitutes for Culture

17:45 - 18:00

 

P&R

 

 

 

 

BIOGRAFIA DOS PARTICIPANTES

 

Cesar Camacho
Graduado em Curso de Ciências Físicas y Matemáticas - Universidad Nacional de Ingenieria (1964), mestre pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (1966) e doutor pela University of California, Berkeley (1971). Atualmente é pesquisador emérito da Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada, e membro titular da Academia Brasileira de Ciências.

Alexander Kellner
Iniciou atividade científica em 1982, dedicando-se ao estudo de vertebrados fósseis. Realizou tese de mestrado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, revisando os pterossauros de depósitos brasileiros e concluiu tese de doutorado pela Columbia University em programa conjunto com o American Museum of Natural History, com um estudo inédito sobre as relações filogenéticas deste grupo. Ingressou no Museu Nacional/UFRJ em 1997, onde desempenha atividades de pesquisa, ensino e extensão. Acaba de ser eleito para Diretor da instituição para o quadriênio 2018-2022.

Cristiana Serejo
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Gama Filho (1989), mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia) - Museu Nacional/UFRJ (1995), doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade de São Paulo (2001) e pós-doutorado (1 ano) no Australian Museum (2004). Atualmente é Professora Associada IV do Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro e curadora sênior da Coleção de Crustacea do MN/UFRJ.  Foi o ponto focal no Museu Nacional do Sistema sobre a Biodiversidade Brasileira (http://www.sibbr.gov.br/) coordenado e financiado pelo MCTI, GEF e CNPQ entre 2014 e 2017. Em março de 2018 assumiu a posição de Vice-Diretora do Museu Nacional/UFRJ com mandato de 4 anos e atualmente é presidente da Comissão de Coleções do Museu Nacional.

Claudia Carvalho
Arqueóloga (UNESA 1994), doutora em Saúde Pública pela Escola Nacional de Saúde Pública/FIOCRUZ (2004), possui especialização em Paleopatologia (1994) pela ENSP/FIOCRUZ e mestrado em Saúde Pública também pela mesma instituição (1997). É professora adjunta do Setor de Antropologia Biológica do Departamento de Antropologia do Museu Nacional/ UFRJ. Desenvolve pesquisas na área de Antropologia Biológica, com ênfase em Bioarqueologia e Paleopatologia. Foi diretora do Museu Nacional/UFRJ de janeiro de 2010 a janeiro de 2018. Coordena o Grupo de Trabalho para implantação do Sistema de Museus Acervos e Patrimônio da UFRJ (SIMAP), desde 2013. É diretora da Casa da Ciência desde junho de 2018 e coordenadora do Núcleo de Resgate do acervo do Museu Nacional, desde setembro do mesmo ano.

Luciana Carvalho
Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade Gama Filho (1993), Mestre em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996) e Doutora em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2007). Atualmente é pesquisadora em Paleontologia do Departamento de Geologia e Paleontologia do Museu Nacional/UFRJ, coordenadora e professora do Curso de Pós-graduação (lato sensu) em Geologia do Quaternário do Museu Nacional/UFRJ e coordenadora adjunto do Programa de Pós-graduação em Geociências - Patrimônio Geopaleontológico do Museu Nacional/UFRJ. Atua na curadoria da Coleção de Paleovertebrados do Departamento de Geologia e Paleontologia do Museu Nacional/UFRJ.

João Pacheco de Oliveira
É antropólogo e desde 1998 Professor Titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro/UFRJ. Fez pesquisa de campo prolongada com os índios Tikuna da Amazônia, da qual resultou sua dissertação de mestrado e sua tese de doutoramento (ambas publicadas). É autor de 14 livros, 125 artigos em periódicos e capítulos de livro. Orientou até o momento 83 teses e dissertações em Antropologia no PPGAS-MN-UFRJ. Foi presidente da Associação Brasileira de Antropologia/ABA. É curador das coleções etnológicas do Museu Nacional e é também o curador da exposição Os Primeiros Brasileiros, única exposição da etnologia que escapou ao incêndio (pois estava em exibição em Brasília no Memorial dos Povos Indígenas).  Foi um dos fundadores do Museu Maguta, primeiro museu indígena do Brasil, premiado em 1995 pela International Commision on Museums /ICOM. Vide www.jpoantropologia.com.br

Leonardo Gil Azevedo
Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Entomologia do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde é Curador da Coleção de Insetos Aquáticos. Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003), Mestrado (2006) e Doutorado (2010) em Ciências Biológicas (Zoologia) pelo Museu Nacional. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Taxonomia, Filogenia, Morfologia e Biologia de Diptera (Insecta), com ênfase em Simuliidae, Blephariceridae e outros dípteros aquáticos.

Eliana Cancello
É graduada em Ciências Biológicas, mestre em Ciências Biológicas (Zoologia) e doutora em Ciências (Zoologia) pela Universidade de São Paulo. Atualmente é docente (MS-3, nível 2) da Universidade de São Paulo, lotada no Museu de Zoologia da USP (MZUSP), onde é curadora da coleção de Isoptera, desde 1986 e também das coleções de Blattaria, Mantodea, Dermaptera, Zoraptera, Embioptera, Ensifera, Caelifera e Phasmida, desde 1998. Faz parte do corpo editorial do periódico ZooKeys. Atualmente é Chefe do Serviço de Entomologia do MZUSP.

Marcelo Britto
Possui bacharelado em Ciências Biológicas, modalidade Zoologia, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1994), mestrado em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997) e doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade de São Paulo (2002). Atualmente é Professor associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Morfologia dos Grupos Recentes, atuando principalmente nos seguintes temas: Sistemática, Ictiologia, Taxonomia de grupos recentes, e Morfologia e evolução de Actinopterygii. Também atua na orientação de estudantes de ensino médio, graduação e pós-graduação

Rafaela Forzza
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Juiz de Fora (1991-1994, bolsista CNPq), mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pela Universidade de São Paulo (1995-1997, bolsista CAPES) e doutorado em Ciências Biológicas (Botânica) também pela Universidade de São Paulo (1998-2001, bolsista FAPESP). Foi bolsista recém-doutor da FAPEMIG (2001 - 2002) e recebeu bolsa do programa Jovem Cientista do Nosso Estado da FAPERJ (2009 a 2012) e do programa Cientista do Nosso Estado (2018-). É pesquisadora titular do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, curadora do herbário RB, coordenadora dos projetos Reflora-JBRJ, Contribuições do JBRJ para a implementação do SiBBr e Flora do Brasil Monografada 2020, além de contribuir ativamente com o Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade do ICMBio.

Nilber Gonçalves da Silva
Biólogo (Ferlagos) com doutorado em Botânica (Museu Nacional/UFRJ). Possui experiência em taxonomia vegetal  e atua no gerenciamento das coleções botânicas do Herbário do Museu Nacional (R).

Dalton Martins
Professor no curso de Biblioteconomia e do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação PGGCinf da Faculdade de Ciência da Informação (FCI) na Universidade de Brasília (UnB) e no Programa de Pós-graduação em Comunicação PPGCOM (Mestrado) da Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás. Possui graduação em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (2002) e mestrado em Engenharia da Computação pela Universidade Estadual de Campinas (2004). Doutor em Ciências da Informação pela ECA-USP (2009-2012), trabalhando com o tema de mapeamento, análise estrutural e dinâmica de Redes Sociais em ambientes digitais distribuídos. Tem experiências nas áreas de inclusão e cultura digital, análise de redes sociais, estudos métricos, organização e representação da informação e aprendizagem de máquina. Tem trabalhado atualmente com acervos e repositórios digitais, com maior enfoque na área da cultura, dados abertos ligados e websemântica, com especial interesse em estratégias de interoperabilidade de sistemas de informação. Coordena o projeto de pesquisa Tainacan - software livre para a construção social de repositórios digitais - parceria com o Ministério da Cultura e Instituto Brasileiro de Museus.

Rita Scheel-Ybert
Graduada em Ciências Biológicas (Ecologia) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1989), tem mestrado em Ciências Biológicas (Botânica) pelo Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro (1993) e doutorado em Biologia de Populações e Ecologia pela Université Montpellier II, França (1998), com especialização em Antracologia/Arqueologia. É professora associada do Departamento de Antropologia do Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro, e atualmente coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Arqueologia (PPGArq).

Paulo Knauss - Diretor do Museu Histórico Nacional/IBRAM
Possui graduação em História pela Universidade Federal Fluminense (1987), mestrado em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1990) e doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense (1998), tendo realizado pós-doutorado na Universidade de Estrasburgo, França (2006). É professor do departamento de História e membro do Laboratório de História Oral e Imagem da Universidade Federal Fluminense (UFF) e exerce o cargo de Diretor do Museu Histórico Nacional (MHN). Desenvolve pesquisa sobre as relações entre Arte, Imagem e Cultura Visual, bem como, História, Memória e Patrimônio Cultural.

Marcelo Pelajo Machado
Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1996), doutorado em Biologia Celular e Molecular pela Fundação Oswaldo Cruz (2001) e Pós-Doutorado em Biociências pelo Centro Alemão de Pesquisas sobre o Câncer DKFZ, Heidelberg (2002). Atualmente é Pesquisador Titular e Chefe do Laboratório de Patologia do Instituto Oswaldo Cruz (IOC), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Curador do Museu da Patologia (composto por três Coleções Biológicas reconhecidas institucionalmente), Gerente da Plataforma Tecnológica de Microscopia Confocal da Fiocruz e Coordenador da Câmara Técnica de Desenvolvimento Institucional e Gestão do IOC.

Gabriel Moore Forell Bevilacqua
Graduado em história e mestre em história social pela Universidade de São Paulo. Cursou o Modern Archives Institute no National Archives and Records Administration (EUA) e é especialista em organização de arquivos pelo Instituto de Estudos Brasileiros da USP. Coordenou o Centro de Documentação e Memória da Pinacoteca do Estado de São Paulo entre 2008 e 2014 e foi professor assistente do Departamento de Ciência da Informação da Universidade Federal Fluminense entre 2014 e 2016. Atualmente trabalha no Instituto Moreira Salles como gestor de acervos. É membro do conselho curatorial do Instituto de Arte Contemporânea (IAC) e da comissão científica e editorial da coleção Gestão e Documentação de Acervos: textos de referência. É vice-presidente do Comitê Internacional de Documentação do Conselho Internacional de Museus (CIDOC-ICOM) e membro do conselho de administração do Comitê Brasileiro do Conselho Internacional de Museus (ICOM-BR).

Maria das Graças Freitas Souza Filho
Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1992), especialista em redes e sistemas de informação (USP/SUDAM/IDESP-1973); possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Pará (1970). Chefe da Seção de Memória e Arquivo (SEMEAR) do Museu Nacional (MN) da UFRJ.Coordenadora do Projeto SEMEAR DIGITAL ( Reconfiguração do Arquivo Histórico do Museu Nacional / RAH).

Maria de Nazaré Freitas Pereira
Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Pará (1967), mestrado em Ciência da Informação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1981) e doutorado em Ciências Humanas: Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (1997). Tem cursos de especialização em Transferência de Tecnologia e Desenvolvimento, Science Policy Research Unit (SPRU) - Sussex University, Brighton - Inglaterra (1989 /1990) e em Sistemas e Redes de Informação, Universidade de São Paulo/ Escola de Comunicação e Artes (1973). Atualmente é Coordenadora Científica do Projeto BRCRIS-IBICT, ocupando a mesma posição no Projeto SEMEAR DIGITAL (Reconfiguração do Arquivo Histórico do Museu Nacional, em decorrência de participação do IBICT na criação do GT de Reconfiguração do Arquivo Histórico do Museu Nacional.

Daniele Amado
Graduada em História pela Universidade Gama Filho (2001), especialista em História Contemporânea pela Universidade Federal Fluminense (2006), mestre pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal Fluminense (2012) e doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Analista de Documentação e Informação na Escola de Ciências Sociais/CPDOC da Fundação Getúlio Vargas - RJ, onde atua ainda como Coordenadora de Documentação. Membro do Conselho Estadual de Arquivos (CONEARQ). Coordena o Projeto de extensão "Café com arquivo: o documento em debate", fruto da parceria entre o Departamento de Estudos e Processos Arquivísticos da UNIRIO e a Coordenação de Documentação da Escola de Ciências Sociais/CPDOC da FGV. Coordena o Projeto de Difusão e Educação Patrimonial do acervo histórico do CPDOC.

Franciso Kiko Franco
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1987), mestrado em Biociências (Zoologia) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1994) e doutorado em Ciências Biológicas (Zoologia) pela Universidade de São Paulo (2000). Atualmente é pesquisador científico nível V do Instituto Butantan. Tem experiência na área de Zoologia, com ênfase em Taxonomia de répteis e curadoria de coleções zoológicas, atuando principalmente nos seguintes temas: serpentes, taxonomia, colubridae, distribuição geográfica e xenodontinae.

Leno Veras
Leno Veras é comunicólogo, pesquisador e professor, dedicando-se aos campos curatorial e editorial com foco na abordagem educativa. Realizou projetos que articulam teoria dos meios, sistemas de memória e histórias da arte em organizações internacionais, não governamentais e da sociedade civil, bem como em instituições públicas e privadas de educação e cultura, dentre elas universidades, centros de pesquisa, museus, bibliotecas e arquivos. Atualmente, desenvolve sua tese de doutoramento na Escola de Comunicação da UFRJ e, como pesquisador visitante, no Instituto Warburg na Escola de Estudos Avançados da Universidade de Londres.  




EQUIPE DO PROJETO

 

Andre Hoffmann

Possui graduação em Biologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2009). Tem experiência nas áreas de Bioquímica e Zoologia, com ênfase em Taxonomia. Possui Mestrado em Taxonomia e Biodiversidade pela Imperial College London, oferecido pelo British Natural History Museum, onde também teve experiência trabalhando em coleções de artrópodes e triagem de material biológico em sedimentos marinhos. Nos últimos anos trabalhou em projetos de curadoria e digitalização de coleções zoológicas do Museu Nacional, financiados pelo SiBBr e pelo British Council.

 

João Victor Almeida Di Stasi

Atualmente é Prestador de Serviços da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Analista de Redes do Grupo Toque a Campainha e Sócio da Acktech Informática e Consultoria LTDA.. Tem experiência na área de Ciência da Computação.

 

Beatriz Alves dos Santos

Cursando Bacharelado em Ciências Matemáticas e da Terra na UFRJ, com habilitação em Análise e Suporte a Decisão. Atualmente auxilia na implementação do Specify - software de gerenciamento de bancos de dados para coleções biológicas - no Museu Nacional.

 

Roberto Leonie Ferreira Moreira

Cursando Bacharelado em Ciência da Computação na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente auxilia na implementação do Specify - software de gerenciamento de bancos de dados para coleções biológicas - no Museu Nacional.


Voltar ao Topo


Localização

Quinta da Boa Vista, São Cristóvão

Rio de Janeiro - RJ

CEP: 20940-040

(Veja no Google)

Expediente

Nossas exposições estão fechadas ao

público por tempo indeterminado em

virtude do incêndio que destruiu

grande parte de nossas coleções.

Contato

Informações: museu@mn.ufrj.br

Direção: falecomdiretor@mn.ufrj.br

Assessoria de Imprensa: imprensa@mn.ufrj.br

Visitas em Grupo: agendamento.nap@mn.ufrj.br

Copyright © Museu Nacional/UFRJ

WEBDESIGNER: Jenyfer Lima