Museu Nacional - UFRJ

Dypsis lutescens

      

Foto de Dypsis lutescens

 

Nome científico: Dypsis lutescens (H.Wendl.) Beentje & J.Dransf.

Família: Arecaceae

Nomes populares: palmeira-areca, areca, areca-bambu.

Origem: Ilha de Madagascar

Altura média: 3-8m

Características morfológicas: Os estipes são anelados, com bainhas de coloração verde-esbranquiçada a amarelada. As folhas são grandes, medem cerca de 2m de comprimento, verdes, recurvadas, compostas por 20 a 50 pares de folíolos, com pecíolos e ráquis amarelados. As inflorescências são ramificadas, com numerosas e pequenas flores de cor branco-creme, perfumadas. Os frutos são verde-amarelados e tornam-se arroxeados quando maduros.

Cultivo: Multiplica-se por divisão de touceira e por sementes que germinam em torno de 80 dias. As plantas jovens não suportam sol excessivo e falta de umidade. É resistente a transplantes.

Período de florescimento e frutificação: O florescimento ocorre entre outubro e março e há uma abundante produção de frutos durante os meses de verão.

Utilidades econômicas: Espécie largamente cultivada, de grande efeito decorativo. Adequada para vasos, parques e jardins, como planta isolada ou em grupos ou renques.

No horto: Existe pelo menos cinco touceiras.

 

 

Voltar ao Topo