Museu Nacional - UFRJ

Licuala spinosa



 Licuala Spinosa     

Nome científico: Licuala spinosa Wurmb

Família: Arecaceae

Nomes populares: palmeira-leque-de-espinho

Origem: Malásia

Altura média: 3-5m

Características morfológicas: Caule fino, anelado e múltiplo, formando touceira densa. Sua folhagem é orbicular, muito dividida e em formato de leque. Inflorescências muito ramificadas, longas, localizadas nas axilas e além das folhas. Já os frutos são esféricos, pequenos e vermelhos.

Cultivo: Multiplica-se por separações de brotações da base e por sementes que germinam ao redor de 50 dias. A planta possui o crescimento relativamente moderado e desenvolve-se melhor em ambientes de meia-sombra. Além disso, tolera o clima subtropical, apreciando disponibilidade permanente de umidade no solo.

Período de florescimento e frutificação: Frutifica no período da primavera-verão.

Utilidades econômicas: Adequada para parques e jardins, isoladamente ou em grupos.

No horto: Tem um único indivíduo. 


 
 
 

Voltar ao Topo


Localização

Quinta da Boa Vista, São Cristóvão

Rio de Janeiro - RJ

CEP: 20940-040

(Veja no Google)

Expediente

Nossas exposições estão fechadas ao

público por tempo indeterminado em

virtude do incêndio que destruiu

grande parte de nossas coleções.

Contato

Informações: museu@mn.ufrj.br

Direção: falecomdiretor@mn.ufrj.br

Assessoria de Imprensa: imprensa@mn.ufrj.br

Visitas em Grupo: agendamento.nap@mn.ufrj.br

Copyright © Museu Nacional/UFRJ

WEBDESIGNER: Jenyfer Lima