Museu Nacional - UFRJ

 Trigona spinipes

    

fotos Trigona spinipes

 

Nome científico: Trigona spinipes (Fabricius, 1793)

Família: Apidae

Distribuição: América do Sul. No Brasil

Nomes Populares: Abelha cachorro, abelha irapuá, abelha irapuã, arapica, arapu, arapuá, arapuã, aripuá, axupé, caapuã, enrola cabelo, guaxupé, mel de cachorro, torce cabelo, cupira.

Características: É uma abelha de pequeno porte, sem ferrão, mas que apresenta palpos mandibulares com os quais conseguem cortar tecidos vegetais, como pétalas e estames, e beliscar outros animais como outras abelhas, borboletas e até beija-flores quando estes estão visitando as flores onde elas também estão. Podem ser agressivas também com outras abelhas da mesma espécie quando são provenientes de ninhos diferentes. Seus ninhos são aéreos, de formato oval, apoiados em forquilhas de árvores. Para fazer seu ninho, esta utiliza as fibras de vegetais, perfurando flores, folhas novas e até o tronco para retirar resina. Em flores de Clusia coletam a resina, que é oferecida como recurso floral, e fazem a polinização. Podem perfurar a corola de flores tubulares apenas para retirar néctar sem realizar a polinização muitas vezes prejudicando a visita de outros visitantes florais que poderiam polinizar tais flores.

No Horto: Foram observadas visitando flores de: Cordyline fruticosa, Nymphaea lotus, Dombeia walichii, Arthocarpus heterophillus, Couroupita guianensis, Adonidia merrillii, Bactris setosa, Ardisia solanacea, Psychotria carthagenensis, Clusia fluminensis, Clusia lanceolata, Jatropha multifida, Jatropha curcas, Aechme bromeliifolia, Aechmea pineliana, Brownea grandiceps, Tabebuia rose-alba  e Musa paradisiaca.

 

 

Voltar ao Topo

Museu Nacional - UFRJ