Museu Nacional - UFRJ

 Sterculia foetida

 

  Fotos Sterculia Foetida

 

Nome científico: Sterculia foetida L.

Família: Sterculiaceae

Nomes populares: Chichá-fedorento, oliva-de-java, castanha-da-Índia.

Origem: Índia e Malásia.

Altura média: 20m

Características morfológicas: As folhas caem na estação fria. As flores são unissexuais, avermelhadas, que exalam odor desagradável. Os frutos são lenhosos, avermelhados quando imaturos e marrom quando maduros, com 10-15 sementes. As sementes são elipsoide, 2cm de comprimento.

Cultivo: Por sementes, a muda cresce rapidamente

Período de florescimento e frutificação: No Rio de Janeiro floresce no mês de agosto e os frutos são encontrados o ano inteiro na árvore, sendo as sementes dispersadas aos poucos.

Utilidades econômicas: As sementes torradas são apreciadas como castanhas e apresentam grande quantidade de óleo.

Propriedades medicinais: É diurética, repelente de insetos, antifebril, depurativa, antiparasítica, anti-inflamatório, antifúngico, antibiótico, antiviral. 

Características interessantes: O mau cheiro das flores desta espécie deu origem ao epíteto genérico Sterculia, dedicado a Stercus, deus pagão das imundices, bem como o epíteto específico foetida.

No Horto: Existem 6 indivíduos. Os frutos estavam presentes em todo o período de observação, mas as flores só surgiram em agosto.
 


 

 

Voltar ao Topo


Localização

Quinta da Boa Vista, São Cristóvão

Rio de Janeiro - RJ

CEP: 20940-040

(Veja no Google)

Expediente

Nossas exposições estão fechadas ao

público por tempo indeterminado em

virtude do incêndio que destruiu

grande parte de nossas coleções.

Contato

Informações: museu@mn.ufrj.br

Direção: falecomdiretor@mn.ufrj.br

Assessoria de Imprensa: imprensa@mn.ufrj.br

Visitas em Grupo: agendamento.nap@mn.ufrj.br

Copyright © Museu Nacional/UFRJ

WEBDESIGNER: Jenyfer Lima