Museu Nacional - UFRJ

  Passer domesticus          

 


 

Nome científico: Passer domesticus  

Família: Passeridae

Distribuição: Apesar de presente em quase todo território brasileiro, esta espécie está perdendo 
espaço nas grandes cidades e se refugiando nos campos, por não encontrar locais adequados para 
construção de ninhos. 

Nome popular: Pardal.

Características: Origem Europeia, foi introduzido no Rio de Janeiro em 1906 por Antônio B. Ribeiro de Portugal, sendo aprovado pelo prefeito da época Pereira Passos, alegando colaborar com Oswaldo na campanha de limpeza da cidade, pois eram considerados predadores dos mosquitos. Sendo onívoro, alimenta-se tanto de sementes, insetos, restos de alimento aos brotos de árvores. Seu ninho é feito pelo macho, tem formato esférico com somente uma entrada. É construído com capim, fibras e algodão em beirais de casas e outras construções humanas, podendo ser utilizado pelo casal, mais de uma vez. Os machos apresentam uma curiosa mancha preta que vai da garganta até o peito, que de acordo com o tamanho caracteriza um nível hierárquico do indivíduo dentro do grupo. Geralmente o que possui o maior “babador” é o macho dominante daquele bando. 

Etimologia: do latim: Passer domesticus significa: ave, pássaro doméstico.




Voltar ao Topo


Localização

Quinta da Boa Vista, São Cristóvão

Rio de Janeiro - RJ

CEP: 20940-040

(Veja no Google)

Expediente

As exposições do Museu

estão abertas todos os dias.

Clique abaixo para detalhes do horário.

(Ver horários)

Contato

Informações: museu@mn.ufrj.br

Direção: falecomdiretor@mn.ufrj.br

Assessoria de Imprensa: imprensa@mn.ufrj.br

Visitas em Grupo: agendamento.nap@mn.ufrj.br

Copyright © Museu Nacional/UFRJ

WEBDESIGNER: Jenyfer Lima