Religião

No Egito faraônico, a religião ocupava um papel central na vida da população, com inúmeros deuses com formas humanas, animais ou combinando os dois elementos. Essa religião era fruto do contato dos primeiros egípcios com a natureza do vale do Nilo. Para eles, a vida fazia parte de um ciclo recorrente, que incluía morte e renascimento, ciclo que era observado no céu (o sol, a lua e as estrelas) e na terra (as inundações do Nilo e a reprodução dos animais e plantas). Essa regularidade absoluta deveria se refletir na organização social e nas artes e ainda perdurar no outro mundo, onde os mortos retomariam seu lugar na hierarquia que haviam tido em vida.

 


ESTÁTUA ÍSIS LACTANTE
Início do Período Prolomaico, 310 a.C.
Bronze, Egito Antigo, 21 cm
Museu Nacional